Monica Benício: Buscar respostas sobre a execução da Marielle foi o que me manteve de pé

Monica Benício, viúva de Marielle Franco e eleita vereadora pelo PSol do Rio de Janeiro, salientou como a morte de sua companheira e a conquista de uma cadeira na Câmara estão relacionadas

(Foto: Mayara Santana/Marco Zero)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Instituto Liberta - Desde o dia 14 de março de 2019, a arquiteta Monica Benício tenta entender o que levou à morte da sua companheira, a vereadora Marielle Franco, eleita pelo PSOL no Rio. Recentemente eleita para o mesmo cargo e na mesma cidade,  Monica participou da live diária do economista Eduardo Moreira, do Instituto Conhecimento Liberta. No bate-papo, um dos assuntos discutidos foi a sua motivação para iniciar na carreira política associada à busca por Justiça.

“Por causa da indignação e da dor, buscar respostas sobre a execução da Marielle foi o que me manteve de pé. Eu ressignifiquei a dor e transformei numa ferramenta de motivação e não paralisia. Na mesma medida que fiz com o medo. Ele, se usado da forma certa, vira uma ferramenta de instinto de sobrevivência, inclusive, coletivo.”

Monica afirmou que a luta pela morte da Marielle tomou corpo e foi para além da própria Marielle, sua companheira. “A luta chegou a todas as pautas que ela defendia: as mulheres, os favelados, a comunidade LGBTQI+ e outras minorias. E foram essas mesmas pessoas que me abraçaram e abraçaram a minha dor. A solidariedade delas e a luta deram um novo sentido à minha vida: o meu corpo é uma ferramenta política que está à disposição para a construção de um novo sentido político para o coletivo.”

E, para alcançar esses e outros objetivos coletivos, a vereadora carioca aponta o resgate da esperança das pessoas como peça-chave. "Precisamos resgatar a esperança das pessoas sobre um outro projeto de sociedade, que é o avesso do que a política bolsonarista representa. E isso é possível de ser feito”, disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email