Moradores da favela da Rocinha estão sem água há pelo menos oito dias

Parte da favela da Rocinha, no Rio, enfrenta problemas de abastecimento de água por causa de um vazamento ainda não localizado pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae)

Favela da Rocinha
Favela da Rocinha (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Moradores da parte baixa da favela da Rocinha, na zona sul do Rio, estão com problemas no abastecimento de água há pelo menos oito dias por causa de um vazamento ainda não localizado pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae). Sem previsão de conserto, carros-pipa estão levando água às pessoas da comunidade.

A falta de água é uma preocupação mais para a Rocinha, que oficialmente, tem 272 casos confirmados de coronavírus. A Prefeitura do Rio, em parceria com Ibope, fez um levantamento apontando que o número real poderia ser de mais de 16 mil infectados.

Em nota, a Cedae admitiu dificuldades em resolver o problema. "A companhia vem atuando ininterruptamente na região desde a última sexta-feira (17/07) a fim de identificar vazamento encoberto que estaria reduzindo o abastecimento. No entanto, interferências como construções sobre as redes da Companhia aumentam o grau de complexidade do trabalho", informou a companhia, de acordo com relato publicado no jornal O Estado de S.Paulo

No fim da tarde quarta-feira (23), moradores da Rocinha fizeram um protesto na Autoestrada Lagoa-Barra, que passa em frente à comunidade. Parte da via ficou bloqueada.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247