Moradores do Alemão vão às ruas e pedem Justiça para Agatha

Protesto de moradores do Complexo do Alemão na tarde deste domingo 22, quando a menina Agatha Felix, de 8 anos, é enterrada, denuncia a política de segurança assassina do governador Wilson Witzel

(Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Parem de nos matar", diz uma faixa levada pelos moradores do Complexo do Alemão na tarde deste domingo 22, que voltaram a protestar contra a política assassina do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzon. 

O ato pede Justiça para Agatha Felix, a menina de 8 anos que morreu com um tiro nas costas durante uma operação policial na região. Neste sábado 21, os moradores também foram às ruas após a notícia da confirmação da morte.

As operações policiais de 2019 resultaram em um número recorte de mortes de inocentes, além de policiais militares. Dois policiais foram assassinados em menos de 24 horas - 45 ao longo do ano. 1.075 pessoas foram mortas pela polícia, sendo que 5 crianças perderam a vida e 16 ficaram feridas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email