MP do Rio obtém na Justiça transferência de delegado preso da DAS para Bangu

O Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ), por meio do Gaeco o, obteve na Justiça decisão que determina a transferência do delegado Fernando Cesar Magalhães Reis da carceragem da Divisão Anti-Sequestro (DAS) da Polícia Civil para a Penitenciária Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu VIII); ele é acusado de participar de uma organização criminosa composta por agentes da Delegacia de Proteção do Meio Ambiente (DPMA), com a finalidade de extorquir empresários

O Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ), por meio do Gaeco o, obteve na Justiça decisão que determina a transferência do delegado Fernando Cesar Magalhães Reis da carceragem da Divisão Anti-Sequestro (DAS) da Polícia Civil para a Penitenciária Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu VIII); ele é acusado de participar de uma organização criminosa composta por agentes da Delegacia de Proteção do Meio Ambiente (DPMA), com a finalidade de extorquir empresários
O Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ), por meio do Gaeco o, obteve na Justiça decisão que determina a transferência do delegado Fernando Cesar Magalhães Reis da carceragem da Divisão Anti-Sequestro (DAS) da Polícia Civil para a Penitenciária Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu VIII); ele é acusado de participar de uma organização criminosa composta por agentes da Delegacia de Proteção do Meio Ambiente (DPMA), com a finalidade de extorquir empresários (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal do Brasil - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Ação Especial de Combate ao Crime Organizado, obteve na Justiça decisão que determina a transferência do delegado Fernando Cesar Magalhães Reis da carceragem da Divisão Anti-Sequestro (DAS) da Polícia Civil para a Penitenciária Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu VIII). A decisão é da juíza Maria Izabel Brito Penna.

Fernando Reis foi preso preventivamente na última quarta-feira (01/04), em sua residência, durante desdobramento da Operação Hiena. Ele é acusado de participar de uma organização criminosa composta por agentes da Delegacia de Proteção do Meio Ambiente (DPMA), com a finalidade de extorquir empresários. Na ocasião, também foi preso o perito criminal José Afonso Garcia Alvernaz. Nesta segunda (06), o inspetor José Luiz Fernandes Alves, alvo foragido da operação, se entregou às autoridades.

O delegado havia sido encaminhado às dependências da DAS pela Corregedoria Interna da Polícia Civil, no mesmo dia em que foi preso. Além de criar privilégio injustificado, a decisão contraria uma resolução conjunta que estabelece: "Os presos que se enquadram na previsão do art. 295 do Código de Processo Penal são recepcionados pela cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira (sexo masculino) e pelo presídio Nelson Hungria (sexo feminino)".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247