MST: Lindbergh denuncia “criminalização dos movimentos sociais”

Senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que participou do ato em solidariedade à Escola Nacional Florestan Fernandes, do MST, neste sábado 5, afirma que "o que está acontecendo é um forte movimento de criminalização dos movimentos sociais"; ele ressalta que "não foi só um golpe contra a presidenta Dilma, mas um golpe continuado"

Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) concede entrevista.
Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) concede entrevista. (Foto: Gisele Federicce)

Rio 247 - O senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que participou do ato em solidariedade à Escola Nacional Florestan Fernandes, do MST, neste sábado 5, gravou um vídeo denunciando o "forte movimento de criminalização dos movimentos sociais".

Na última sexta-feira, a escola do MST foi invadida pela Polícia Civil, que entrou depois de ter derrubado o portão, pulado a janela da recepção e dando tiros para o alto, com estudantes, inclusive crianças, no local.

Lindbergh ressalta que o que deram "não foi só um golpe contra a presidenta Dilma, mas um golpe continuado", inclusive com ataques contra o ex-presidente Lula. Assista sua mensagem:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247