“Não vamos tentar impedir perícia nos celulares, pois não há o que esconder”, diz defesa de Witzel

“Não vamos pedir para impedir que seja feita a perícia no celular, ou a quebra do sigilo bancário e fiscal. Não há nada a esconder. O casal mantém o mesmo patrimônio de quando o governador assumiu”, disse o advogado do governo Witzel, José Carlos Tórtima

(Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A defesa do governador Wilson Witzel e da mulher Helena, informa que não vai recorrer da decisão de quebra dos sigilos bancário e fiscal do casal. Nem impedir a perícia nos celulares e computadores.

“De maneira nenhuma. Não vamos pedir para impedir que seja feita a perícia no celular, ou a quebra do sigilo bancário e fiscal. Não há nada a esconder. O casal mantém o mesmo patrimônio de quando o governador assumiu”, disse o advogado José Carlos Tórtima, em entrevista ao Antagonista.

A posição se contrapõe a reação de Jair Bolsonaro diante da possibilidade do pedido de apreensão do seu celular e de seu filho, Carlos Bolsonaro, no inquérito que apura às acusações feitas pelo ex-ministro Sergio Moro.

O advogado disse ainda que as buscas no gabinete de Witzel e no escritório de advocacia de Helena foram “um completo fracasso”.

“Não recolheram nada de ilegal, pois não há. Não acharam nada de relevante, abriram até o cofre que tinha uns dois ou três mil dólares. Nenhum documento, joia…  Levaram só o telefone, que também não vai revelar nada.”

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247