'Nunca precisei mamar na teta de ninguém', responde Doria a Bolsonaro

Cotado para ser presidenciável do PSDB em 2022, o governador de São Paulo, João Doria, rebate o ataque feito por Jair Bolsonaro. "Nunca precisei mamar em teta nenhuma", disse. Bolsonaro já se declarou candidato à reeleição em 2022. O ocupante do Planalto havia dito em vídeo que Doria havia "mamado nas tetas do BNDES"

247 - Cotado para ser presidenciável do PSDB em 2022, o governador de São Paulo, João Doria, rebate o ataque feito por Jair Bolsonaro. "Nunca precisei mamar em teta nenhuma", disse nesta sexta (30) o tucano. Bolsonaro já se declarou candidato à reeleição em 2022

Na quinta (29), o ocupante do Planalto havia dito em vídeo que Doria havia "mamado nas tetas do BNDES", em referência à compra de jatinho a juros subsidiados do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). 

Bolsonaro disse que o governador paulista “mamou” nos governos do PT antes de entrar na política, ainda como empresário.

"João Doria comprou [avião] também. Explica isso aí. Só peixe. Amigão do Lula, da Dilma. Eu vejo o Doria falando de vez em quando 'minha bandeira jamais será vermelha'. É brincadeira! Quando estava mamando lá a bandeira era vermelha com um foiçasso e um martelo sem problema nenhum, né?", disse, encerrando a transmissão na internet com um grito de "ihuuu".

Na Alemanha, nesta sexta, Doria rebateu. "Não vou entrar nessa polêmica", afirmou. "Essa informação já era pública. Já tínhamos comprado, assim como o Luciano Huck, e não tinha nenhuma caixa preta", disse.

Doria também reagiu à declaração de Bolsonaro de que é "amigão do Lula, da Dilma". "Quero Lula e Dilma distantes, se possível do Brasil, até. Que fiquem onde estão, Lula na prisão e Dilma no ostracismo."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247