'O Rio é o meu estado', diz Bolsonaro sobre troca de comando na PF

Ao comentar o conteúdo do depoimento de Sérgio Moro, divulgado nesta terça-feira, Jair Bolsonaro tentou explicar o motivo de ter pedido ao seu ex-ministro para trocar o superintendente da PF no Rio de Janeiro

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira, 5, que demonstrou interesse em indicar o superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro, denunciado pelo ex-ministro Sérgio Moro, por que o Rio é "seu estado". 

"O Rio é o meu estado, o Rio é o meu estado. Vamos lá. O caso do porteiro. Eu fui acusado de tentar matar a Marielle, quer algo mais grave? Quem quer que seja, o presidente da República ser acusado de assassinato? A Polícia Federal tem que investigar, por que não investigou com profundidade?", questionou Bolsonaro em declaração na porta do Palácio do Alvorada, ao comentar o conteúdo do depoimento de Sérgio Moro, divulgado nesta tarde. 

No depoimento que prestou à Superintendência da Polícia Federal (PF) no último sábado (2), o ex-ministro Sergio Moro reforçou a insistência do presidente Jair Bolsonaro em intervir na Polícia Federal do Rio de Janeiro. 

Segundo declarou no depoimento, divulgado hoje (5) na íntegra pela CNN Brasil, Moro declarou que “recebeu mensagem pelo aplicativo Whatsapp do presidente da República, solicitando, novamente, a substituição do (então) Superintendente do Rio de Janeiro” (Carlos Henrique Oliveira, cuja troca foi anunciada ontem pelo novo diretor-geral da PF, Rolando Souza).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247