ONG leva caso dos meninos desaparecidos em Belford Roxo à ONU

“Esta denúncia pretende apontar a necessidade de uma investigação firme e objetiva do Estado sobre o caso”, diz Rita Corrêa Brandão, do Ibase, que integra a coordenação do MNDH-RJ

Lucas, Alexandre e Fernando, os três meninos desaparecidos em Belford Roxo (RJ) ao final de dezembro
Lucas, Alexandre e Fernando, os três meninos desaparecidos em Belford Roxo (RJ) ao final de dezembro
Siga o Brasil 247 no Google News

Metrópoles - O Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) levou o caso sobre o sumiço de três meninos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, para o Comitê contra o Desaparecimento Forçado das Nações Unidas (ONU).

Alexandre da Silva, de 10 anos, Fernando Henrique, 11, e Lucas Matheus, 8, estão desaparecidos desde 27 de dezembro do ano passado.

As crianças foram vistas pela última vez em uma feira do bairro Areia Branca, na cidade fluminense. Elas desapareceram depois de saírem para brincar em um campo de futebol próximo ao condomínio onde moravam, no bairro Castelar, por volta das 10h30 daquele domingo.

PUBLICIDADE

“Esta denúncia pretende apontar a necessidade de uma investigação firme e objetiva do Estado sobre o caso”, diz Rita Corrêa Brandão, do Ibase, que integra a coordenação do MNDH-RJ.

Leia a íntegra no Metrópoles

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email