Ouvidoria pede o afastamento de 6 policiais envolvidos na operação que deixou 9 mortos em Paraisópolis

Ouvidoria das polícias de São Paulo pediu o afastamento de seis policiais militares envolvidos na ação que deixou nove jovens mortos durante um baile funk em Paraisópolis. "É preventivo afastar os policiais envolvidos na ocorrência em razão da complexidade dela”, disse o ouvidor, Benedito Mariano

247 - A Ouvidoria das polícias Civil e Militar de São Paulo pediu o afastamento de seis policiais militares envolvidos na operação em um baile funk na favela Paraisópolis e que resultou na morte de nove jovens, além de ferimentos em outros 12, na madrugada deste domingo (123). "É preventivo afastar os policiais envolvidos na ocorrência em razão da complexidade dela”, disse o ouvidor, Benedito Mariano.

Afastamento ocorre no momento em que diversos vídeos circulam na internet mostrando os excessos cometidos pelos policiais e às acusações de que os PMs teriam encurralado os frequentadores do baile para agredi-los nos becos e vielas da comunidade. 

A Polícia Militar sustenta que a operação teve início após uma perseguição a dois suspeitos que estavam em uma moto e que teriam atirado contra os policiais. Ainda segundo a PM, os suspeitos teriam atirado para o alto, o que teria gerado pânico na multidão. Ainda segundo a corporação, os “possíveis excessos” estão sendo investigados. A Polícia Civil também abriu um inquérito sobre o caso. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247