Para justificar sigilo nos gastos, Flavio Bolsonaro diz que jornalista tem “ejaculação precoce”

Dizendo ser vítima de "mais uma fake news", o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) atacou o repórter do jornal O Estado de S.Paulo Patrik Camporez, que produziu reportagem sobre a imposição pelo parlamentar do sigilo sobre seus gastos no Congresso dizendo que o jornalista tem "ejaculação precoce". Assista ao vídeo

(Foto: Tânia Rêgo - ABR)

247 - Dizendo ser vítima de "mais uma fake news", o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) atacou o repórter do jornal O Estado de S.Paulo Patrik Camporez, que produziu reportagem sobre a imposição pelo parlamentar do sigilo sobre seus gastos no Congresso dizendo que o jornalista tem "ejaculação precoce".

"Tá aqui o e-mail que eu recebi no dia 27 de agosto solicitando informações. Um e-mail sem resposta ainda porque eu tenho pelo menos 20 dias corridos de prazo para prestar as informações. Só que o pessoal tem ejaculação precoce. Já no dia 31 de agosto, 4 dias depois publicam como se eu tivesse me negado a fornecer informações", diz o parlamentar em vídeo no Twitter, que mostra o documento, expondo o nome do repórter para a rede bolsonarista.

No vídeo, o filho de Jair Bolsonaro afirma que abrirá as informações, mesmo correndo riscos. "Se quiser fazer uma maldade comigo, me matar, por exemplo, vai saber qual a companhia aérea que eu costumo viajar, o dia que eu costumo ir para o Rio de Janeiro, o dia que eu costumo voltar. Qual é o assento que eu fico no avião. O restaurante que eu costumo frequentar aqui em Brasília. Vai saber se eu como 300 gramas, 450 gramas ou 500 gramas no bandeijão que eu frequento…".

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247