PF prende irmão da senadora Rose de Freitas e faz busca e apreensão em endereços ligados à senadora

A ação foi autorizada por Nunes Marques e Luís Roberto Barroso, do STF, já que a senadora tem foro privilegiado. A PF suspeita de fraudes em licitações da Codesa e desvios de recursos públicos, que teriam beneficiado a senadora

Rose de Freitas
Rose de Freitas (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (12) operação contra a senadora Rose de Freitas (MDB-ES), no âmbito de investigação de desvios na Companhia de Docas do Espírito Santo (Codesa).

A PF prendeu temporariamente o irmão da senadora, Edward Freitas, que atuava na Codesa, e cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados à Rose e a familiares seus. Não foram realizadas ações no gabinete da emedebista no Senado Federal.

A operação, chamada de "Corsários", foi autorizada pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Kassio Nunes Marques e Luís Roberto Barroso após pedido da PF. A autorização é necessária em razão do foro privilegiado da senadora.

A PF suspeita de fraudes em licitações da Codesa e desvios de recursos públicos, que teriam beneficiado a senadora.

Rose de Freitas ainda não se manifestou sobre o caso.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email