PGR denuncia desembargador Siro Darlan

A denúncia se baseia na delação premiada de Crystian Guimarães Viana que afirma que tomou conhecimento de que um empresário, que se encontrava preso, determinou o pagamento ao desembargador em troca de obter uma decisão favorável à sua soltura

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O desembargador Siro Darlan de Oliveira, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por corrupção passiva.

A denúncia foi apresentada à corte especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), foro responsável por julgar desembargadores.

A subprocuradora-geral da República, Lindôra Maria Araújo pede que Siro Darlan seja afastado do seu cargo por suposto recebimento de R$ 50 mil em troca de uma decisão judicial. O caso está sob sigilo.

A denúncia se baseia na delação premiada de Crystian Guimarães Viana, ex-controlador-geral da Câmara Municipal de Resende (RJ), que afirma que tomou conhecimento de que um empresário, que se encontrava preso, determinou o pagamento de R$ 50 mil ao desembargador em troca de obter uma decisão favorável à sua soltura.

A defesa de Siro Darlan afirmou que não poderia comentar o assunto porque ainda não teve acesso à denúncia. Durante a investigação, a defesa se manifestou afirmando que a delação não possuía provas nem dados concretos de corroboração.

A informação é do jornal O Globo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email