PGR se manifesta a favor do passaporte da vacina no Rio

A Procuradoria-Geral da República se manifestou a favor da decisão do STF que restabeleceu a "eficácia plena" do decreto que estabelece o passaporte da vacina

Augusto Aras
Augusto Aras (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (13), a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestou pela manutenção da Corte que restabeleceu a "eficácia plena" do decreto que estabelece na cidade do Rio o passaporte da vacina.

A PGR afirma que suspender o passaporte sanitário representa um "potencial risco de violação à saúde pública" por possibilitar "eventual desestruturação das medidas adotadas pelo ente municipal no enfrentamento da epidemia".

"Tendo o ente municipal demonstrado a necessidade da medida restritiva para a proteção da ordem e da saúde públicas, é de se reconhecer a indevida interferência do Poder Judiciário na esfera de atribuição do Poder Executivo local, a configurar ofensa à ordem pública em sua acepção jurídico-constitucional", diz o parecer, assinado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email