PM dá mata-leão e depois assassina com dois tiros morador em SP

De acordo com boletim de ocorrência, um homem teria se recusado a fornecer informações sobre a esposa que teria atropelado um ciclista no município de Fernandópolis (SP)

PM dá tiros à queima-roupa ajudante de pedreiro no interior de SP
PM dá tiros à queima-roupa ajudante de pedreiro no interior de SP (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um policial militar assassinou um homem, de 41 anos, que trabalhava como ajudante de pedreiro, durante abordagem, na última sexta-feira (19), no bairro de Acapulco, em Fernandópolis, no interior de São Paulo. Antes de dar dois tiros, o policial aplicou um mata-leão no homem, que quase ficou desacordado. As informações foram publicadas em reportagem da TV Bandeirantes. 

De acordo com boletim de ocorrência, policiais foram chamados para prestar atendimento a um ciclista que tinha sido atropelado por uma mulher em uma moto. A mulher era casada com o ajudante de pedreiro. O homem teria se recusado a fornecer informações sobre a esposa e, de acordo com o B.O., teria agredido os policiais, que reagiram com mata-leão.

Depois de se soltar, o homem entrou em casa e pegou um martelo para se defender, quando o PM deu dois tiros à queima-roupa.

A Polícia Militar informou que afastou o militar das atividades e instaurou um inquérito para apurar a conduta dele.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email