PM que pagou boleto de R$ 16 mil de Flávio Bolsonaro diz não lembrar como foi ressarcido

"Eu sei que eu paguei a conta, isso eu sei. Agora como eu fui ressarcido, eu não lembro", afirmou o PM Diego Sodré de Castro Ambrósio, acrescentando que fez "um favor" ao senador Flávio Bolsonaro

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O sargento da Pol´ciai Militar do Rio Diego Sodré de Castro Ambrósio,  que pagou um boleto de R$ 16,5 mil em favor do senador Flávio Bolsonaro, afirmou nesta sexta-feira, 20, que fez um "favor" ao filho de Bolsonaro, que Flávio devolveu a quantia mas que não se lembra como o pagamento foi feito.

"Eu sei que eu paguei a conta, isso eu sei. Agora como eu fui ressarcido, eu não lembro. Que ele me pagou, ele me pagou. Por ironia do destino, eu pedi os extratos a partir do ano de 2015. Nas primeiras folheadas, eu achei o ano de 2016. Eu fui logo no mês de outubro e achei o pagamento da cobrança. Aí eu vi que eu ressarci minha conta com transferência da minha empresa, ou seja, ele não transferiu para minha conta, entendeu? Então eu subentendi que ele me pagou em dinheiro", contou Ambrósio ao G1

De acordo com o MPRJ, Ambrósio quitou um boleto no valor de R$ 16.564,81, emitido no nome de Fernanda, em outubro de 2016. 

O pagamento serviria para ajudar a pagar um apartamento comprado em Laranjeiras, bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro. O PM afirma que, se for notificado, irá ao MP para prestar esclarecimentos.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247