PMs são expulsos de corporação por estupro

A Polícia Militar do Rio de Janeiro expulsou da corporação quatro policiais da UPP do Jacarezinho, Zona Norte do Rio, acusados de estupro de três mulheres na comunidade; são eles os soldados Gabriel Machado Mantuano, Renato Ferreira Leite, Anderson Farias da Silva e Wellington de Cássio Costa Fonseca; em nota a PM, classificou a conduta dos policiais como "grave", "em desacordo com os ensinamentos recebidos durante a formação, atentou contra o sentimento de dever e decoro da classe"

17072008 - Entrega de viatura para a PM - O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, entregou 97 viaturas ao lado do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame. Foto: Luiza Reis
17072008 - Entrega de viatura para a PM - O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, entregou 97 viaturas ao lado do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame. Foto: Luiza Reis (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 – A Polícia Militar do Rio de Janeiro expulsou da corporação quatro policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacarezinho, Zona Norte do Rio, acusados de estupro de três mulheres na comunidade, no começo de agosto. São eles os soldados Gabriel Machado Mantuano, Renato Ferreira Leite, Anderson Farias da Silva e Wellington de Cássio Costa Fonseca.

Em nota a PM, classificou a conduta dos policiais como "grave", "em desacordo com os ensinamentos recebidos durante a formação, atentou contra o sentimento de dever e decoro da classe". "A ocorrência deste crime, por agentes garantidores da lei, é inadmissível", diz o texto.

No dia 5 deste mês, as três mulheres estavam tentando resgatar uma dependente de crack. Ao serem abordadas por policiais, foram violentadas e obrigadas a desfilarem nuas por algumas ruas da favela. Um dos policiais, Anderson Farias da Silva, roubou o celular de umas das vítimas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247