Polícia Civil indicia quatro por acidente com carro alegórico, no Rio

(Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil

A Polícia Civil concluiu nesta quinta-feira (15) o inquérito que apurava o acidente no carro alegórico da escola de samba Paraíso do Tuiuti, ocorrido no dia 27 de fevereiro, durante os desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial, no Sambódromo. Quatro pessoas foram indiciadas na 6ª Delegacia da Cidade Nova, pela delegada Maria Aparecida Salgado Mallet. 

Foram acusados Leandro de Azevedo Machado, diretor de Carnaval da escola; Jaime Benevides de Araújo Filho, diretor de Alegoria; Edson Marcos Gaspar de Andrade, engenheiro; e Francisco de Assis Lopes, motorista.

Vinte e três pessoas ficaram feridas no acidente. Segundo a Polícia Civil, os quatro denunciados responderão pelo artigo 303 da Lei 9.503/1997 (atropelamento envolvendo veículos automotores terrestres). A pena varia de seis meses a dois anos de detenção.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247