Por voto pró-impeachment, Romário nomeia diretor em Furnas

A fatura pelo apoio à permanência definitiva do governo interino de Michel Temer já foi paga ao senador Romário (PSB); é o que demonstra o colunista Lauro Jardim neste domingo: "Romário cortou pela esquerda, driblou pela direita e conseguiu o que queria: nomeou na semana passada o novo diretor de administração de Furnas"

A fatura pelo apoio à permanência definitiva do governo interino de Michel Temer já foi paga ao senador Romário (PSB); é o que demonstra o colunista Lauro Jardim neste domingo: "Romário cortou pela esquerda, driblou pela direita e conseguiu o que queria: nomeou na semana passada o novo diretor de administração de Furnas"
A fatura pelo apoio à permanência definitiva do governo interino de Michel Temer já foi paga ao senador Romário (PSB); é o que demonstra o colunista Lauro Jardim neste domingo: "Romário cortou pela esquerda, driblou pela direita e conseguiu o que queria: nomeou na semana passada o novo diretor de administração de Furnas" (Foto: Aquiles Lins)

Rio 247 - O senador Romário (PSB) parece que não está arrependido de ter votado pela admissibilidade do impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff. Já recebeu, inclusive, o pagamento pelo apoio para garantir a permanência definitiva do governo interino de Michel Temer. 

É o que demonstra o colunista Lauro Jardim neste domingo: "Romário cortou pela esquerda, driblou pela direita e conseguiu o que queria: nomeou na semana passada o novo diretor de administração de Furnas", afirmou.

 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247