PPP de Saneamento, no Rio, é modelo internacional

Desenvolvida pelo Governo do Rio, comandado por Luiz Fernando Pezão, a Parceria Público-Privada (PPP) de Saneamento da Baixada Fluminense e Leste Metropolitano servirá de modelo para outros países. A PPP está entre os seis projetos globais – e único brasileiro – selecionados para participar da iniciativa-piloto da Fundação de Infraestrutura Sustentável (SIF), lançada, em Washington (EUA); a instituição criou um software voltado para acompanhamento de projetos, com o objetivo de atender às necessidades do setor de infraestrutura eficiente, que demandará, até 2030, investimentos de US$ 57 trilhões

Desenvolvida pelo Governo do Rio, comandado por Luiz Fernando Pezão, a Parceria Público-Privada (PPP) de Saneamento da Baixada Fluminense e Leste Metropolitano servirá de modelo para outros países. A PPP está entre os seis projetos globais – e único brasileiro – selecionados para participar da iniciativa-piloto da Fundação de Infraestrutura Sustentável (SIF), lançada, em Washington (EUA); a instituição criou um software voltado para acompanhamento de projetos, com o objetivo de atender às necessidades do setor de infraestrutura eficiente, que demandará, até 2030, investimentos de US$ 57 trilhões
Desenvolvida pelo Governo do Rio, comandado por Luiz Fernando Pezão, a Parceria Público-Privada (PPP) de Saneamento da Baixada Fluminense e Leste Metropolitano servirá de modelo para outros países. A PPP está entre os seis projetos globais – e único brasileiro – selecionados para participar da iniciativa-piloto da Fundação de Infraestrutura Sustentável (SIF), lançada, em Washington (EUA); a instituição criou um software voltado para acompanhamento de projetos, com o objetivo de atender às necessidades do setor de infraestrutura eficiente, que demandará, até 2030, investimentos de US$ 57 trilhões (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal do Brasil - Desenvolvida pelo Governo do Rio de Janeiro, a Parceria Público-Privada (PPP) de Saneamento da Baixada Fluminense e Leste Metropolitano servirá de modelo para outros países. A PPP está entre os seis projetos globais – e único brasileiro – selecionados para participar da iniciativa-piloto da Fundação de Infraestrutura Sustentável (SIF), lançada ontem, em Washington, nos Estados Unidos. A instituição criou um software voltado para acompanhamento de projetos, com o objetivo de atender às necessidades do setor de infraestrutura eficiente, que demandará, até 2030, investimentos de US$ 57 trilhões.

O projeto consiste em uma plataforma online, com chancela dos principais bancos de desenvolvimento e entidades-chave, para atrair e aumentar investimentos destinados à infraestrutura. Batizado de IISS, o sistema – que tem o apoio do grupo Capgemini, um dos maiores fornecedores de serviços de consultoria, tecnologia e outsourcing no mundo – conta com os bancos Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Mundial, Interamericano de Desenvolvimento, Europeu para Reconstrução e Desenvolvimento, Asiático de Desenvolvimento, Africano de Desenvolvimento, de Desenvolvimento da África do Sul, além do Fórum Econômico Mundial.

5 milhões de pessoas contempladas 

A PPP de Saneamento contempla cerca de 5 milhões de habitantes em 22 municípios fluminenses. Entre os benefícios do projeto estão o aumento da expectativa de vida da população, geração de empregos, desenvolvimento econômico e social, além da preservação do meio ambiente com a recuperação dos rios, canais, praias e da Baía de Guanabara.

Em novembro do ano passado, o Governo do Rio autorizou a Estruturadora Brasileira de Projetos a realizar os estudos técnicos e a modelagem da PPP, com prazo de conclusão de seis meses.Em posse da estrutura dos investimentos necessários e da divisão final de lotes para concessão, o Estado realizará uma consulta, seguida de audiência pública, para as contribuições da sociedade e dos investidores. Após essa fase, com a modelagem definida, o projeto será levado para aprovação da Alerj para ser submetido à licitação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247