Prefeitura ignorou determinação judicial ao aumentar ônibus, diz promotor

O promotor Rodrigo Terra acusou a Prefeitura do Rio de ignorar a determinação judicial ao tentar aumentar as passagens de ônibus na cidade; ele disse ainda que o preço deveria ter sido reduzido para compensar o aumento de R$ 0,20 concedido em 2015 para que toda a frota fosse climatizada, o que não aconteceu; reajuste previsto para entrar em vigor neste domingo (17) foi suspenso pela justiça

O promotor Rodrigo Terra acusou a Prefeitura do Rio de ignorar a determinação judicial ao tentar aumentar as passagens de ônibus na cidade; ele disse ainda que o preço deveria ter sido reduzido para compensar o aumento de R$ 0,20 concedido em 2015 para que toda a frota fosse climatizada, o que não aconteceu; reajuste previsto para entrar em vigor neste domingo (17) foi suspenso pela justiça
O promotor Rodrigo Terra acusou a Prefeitura do Rio de ignorar a determinação judicial ao tentar aumentar as passagens de ônibus na cidade; ele disse ainda que o preço deveria ter sido reduzido para compensar o aumento de R$ 0,20 concedido em 2015 para que toda a frota fosse climatizada, o que não aconteceu; reajuste previsto para entrar em vigor neste domingo (17) foi suspenso pela justiça (Foto: Voney Malta)

Rio 247 – O promotor Rodrigo Terra acusou a Prefeitura do Rio de ignorar a determinação judicial ao tentar aumentar as passagens de ônibus na cidade. Ele disse ainda que o preço da passagem deveria ter sido reduzido para compensar o aumento de R$ 0,20 concedido em 2015 para que toda a frota fosse climatizada, o que não aconteceu.

Nesta quinta-feira (14) a juíza Neusa Regina Leite, da 14ª Vara de Fazenda Pública anulou o acordo feito entre a prefeitura e o Rioônibus, que aumentaria o preço da passagem de R$ 3,60 para R$ 3,95. O aumento previsto para entrar em vigor no domingo (17) está suspenso.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247