Procon-SP entrará na Justiça contra planos de saúde para suspender ou diminuir reajuste

Diretor do Procon-SP, Fernando Capaz afirmou que "as operadoras estão buscando lucros desproporcionais em meio à situação crítica que vivemos". O órgão informou que entrará com uma ação civil pública junto com a Procuradoria-Geral do Estado de São Paulo

(Foto: © Arquivo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Procon-SP entrará com uma ação civil pública contra as empresas de plano de saúde, para obter a suspensão ou a diminuição do percentual de reajuste dos serviços. A informação foi publicada pela coluna de Mônica Bergamo.

De acordo com a instituição, os consumidores que se sentirem lesados com o valor do boleto mensal devem protocolar uma reclamação no site do Procon-SP.

Diretor do órgão de defesa do consumidor, Fernando Capaz afirmou que "as operadoras estão buscando lucros desproporcionais em meio à situação crítica que vivemos, já que com a pandemia muitas pessoas estão sofrendo uma queda em seu poder aquisitivo".

O órgão informou que a ação será proposta junto com a Procuradoria-Geral do Estado de São Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247