Professores devem ser prioritários na vacinação contra a Covid-19, defende Secretário da Educação de SP

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Rossieli Soares, defendeu a inclusão dos professores no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19. “Os profissionais da saúde, professores e policiais, que trabalham com o público, devem ser públicos prioritários, além daquelas pessoas com mais de 60 anos e que têm comorbidades”, disse

Pessoa manipula frasco com etiqueta nomeando vacina contra Covid-19.
Pessoa manipula frasco com etiqueta nomeando vacina contra Covid-19. (Foto: REUTERS / Dado Ruvic)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O secretário da Educação do Estado de São Paulo, Rossieli Soares, defendeu a inclusão dos professores no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19 na manhã desta quarta-feira (26) em entrevista à Rádio Eldorado. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

“Os profissionais da saúde, professores e policiais, que trabalham com o público, devem ser públicos prioritários, além daquelas pessoas com mais de 60 anos e que têm comorbidades”, disse Soares. 

O calendário de retorno às aulas presenciais em outubro está mantido no estado de São Paulo, para as regiões que estiverem há pelo menos 4 semanas (28 dias) na fase amarela do plano de flexibilização da quarentena apresentado por João Dória. A volta será possível para até 35% dos estudantes de cada unidade de ensino, acrescenta a reportagem. 

No entanto, é necessária uma vacina registrada no Brasil ao retorno dos profissionais da educação que fazem parte do grupo de risco. “No mês de outubro, não poderão retornar aqueles no grupo de risco. Os demais poderão retornar, no sistema de rodízio. A gente vai ter um reforço de contratação de professores para reorganizar a carga horária dos nossos profissionais”, informou Soares. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email