Próximo prefeito de São Paulo terá que ler relatório do TCM sobre obras paradas, aponta Estadão

Jornal O Estado de S. Paulo destaca em seu editorial uma auditoria do TCM que apontou a existência de 289 obras paradas na capital; “O mínimo que se espera do atual prefeito e seus sucessores, para evitar que situações como essa continuem a se repetir, é que leiam com atenção o trabalho do TCM e sigam o caminho por ele indicado”., diz trecho do relatório destacado pelo jornal

Próximo prefeito de São Paulo terá que ler relatório do TCM sobre obras paradas, aponta Estadão
Próximo prefeito de São Paulo terá que ler relatório do TCM sobre obras paradas, aponta Estadão (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornal O Estado de S. Paulo destaca em seu editorial a falta de continuidade administrativa por parte das prefeituras e que, no caso de São Paulo, acabou na realização de uma auditoria do Tribunal de Contas do Município (TCM) “para apurar a situação de obras inacabadas, em andamento, paralisadas ou que nem chegaram a ser iniciadas na capital”. “O mínimo que se espera do atual prefeito e seus sucessores, para evitar que situações como essa continuem a se repetir, é que leiam com atenção o trabalho do TCM e sigam o caminho por ele indicado”. 

Segundo o TCM, o relatório se baseou nas obras inacabadas cujo valor inicial foi superior a R$ 1,5 milhão. “Isto significa que o número total pode ser maior do que o das 289 obras assim escolhidas. Destas, 106 estão paralisadas, 85 em andamento e 98 nem foram iniciadas. O valor total dos contratos dessas obras, após os aditivos, é de R$ 16,1 bilhões. Só nas 106 obras paralisadas a Prefeitura já investiu R$ 1,4 bilhão. O valor para a sua retomada e conclusão foi estimado em R$ 5,86 bilhões”, ressalta o jornal. 

O jornal destaca trecho do relatório do TCM que afirma que “o mínimo que se espera do atual prefeito e seus sucessores, para evitar que situações como essa continuem a se repetir, é que leiam com atenção o trabalho do TCM e sigam o caminho por ele indicado”. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247