PSB apoiará Miro Teixeira para governo do Rio

Partido do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, apoiará a candidatura do deputado Miro Teixeira (Pros) no estado, segundo a colunista da Folha de S. Paulo Vera Magalhães; anúncio será feito no próximo sábado 15; o Rio era uma das pendências da aliança PSB-Rede; São Paulo e Minas continuam indefinidos

Partido do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, apoiará a candidatura do deputado Miro Teixeira (Pros) no estado, segundo a colunista da Folha de S. Paulo Vera Magalhães; anúncio será feito no próximo sábado 15; o Rio era uma das pendências da aliança PSB-Rede; São Paulo e Minas continuam indefinidos
Partido do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, apoiará a candidatura do deputado Miro Teixeira (Pros) no estado, segundo a colunista da Folha de S. Paulo Vera Magalhães; anúncio será feito no próximo sábado 15; o Rio era uma das pendências da aliança PSB-Rede; São Paulo e Minas continuam indefinidos (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 – O PSB apoiará a candidatura do deputado federal Miro Teixeira (Pros) no Rio de Janeiro. O anúncio será feito no próximo sábado (15), no Rio de Janeiro. A informação é da jornalista Vera Magalhães, colunista da Folha de S. Paulo. "No Rio vamos fechar com o Miro", afirmou Campos nesta segunda-feira, ao sair da Associação Comercial de São Paulo, onde proferiu palestra.

A legenda estava dividida entre apoiar Teixeira e lançar candidatura própria. Neste último caso o nome mais cotado era o do deputado federal Alfredo Sirkis, ex-PV e agora no PSB.

Após a definição no Rio, terceiro maior colégio eleitoral do País, falta a legenda socialista se posicionar sobre o rumo que a sigla tomará em São Paulo. Enquanto o PSB cogita apoiar o PSDB do governador Geraldo Alckmin, que tentará a reeleição, a ex-senadora Marina Silva (PSB) e quer que a Rede Sustentabilidade lance candidato próprio.

Com a definição da chapa em São Paulo, a expectativa é que Campos e Marina oficializem a chapa até o fim deste mês, sendo o governador candidato a presidente e a ex-senadora vice.

A Rede é aliada do PSB, uma união que foi consequência do ingresso de Marina na legenda socialista. A Rede tinha como principal expoente a ex-senadora e teve o seu registro negado pela Justiça Eleitoral, após não conseguir as quase 500 mil assinaturas para a homologação da criação do partido. Em decorrência, Marina migrou para o PSB, porém manteve um laço estreito com a Rede.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email