PT quer que Câmara crie comissão externa para apurar crime em Paraisópolis

"A @camaradeputados tem a obrigação de constituir uma Comissão Externa para acompanhar os crimes cometidos contra os jovens de Paraisópolis, em São Paulo. Apresentarei hoje o pedido ao Plenário da Câmara”, postou o deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) nas redes sociais

247 - O deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) deverá apresentar ainda nesta segunda-feira (2) um pedido para que a Câmara dos Deputados crie uma comissão externa para acompanhar as apurações sobre a ação da Polícia Militar que resultou em nove pessoas mortas e 12 feridas na favela Paraisópolis, em São Paulo, na madrugada deste domingo (1).

"A @camaradeputados tem a obrigação de constituir uma Comissão Externa para acompanhar os crimes cometidos contra os jovens de Paraisópolis, em São Paulo. Apresentarei hoje o pedido ao Plenário da Câmara”, postou o parlamentar em suas redes sociais". 

Em uma série de postagens sobre o assunto, Lopes cobrou uma “legislação forte” para regular os protocolos policiais. “A falta de uma forte legislação que regule os protocolos da ação policial se torna um risco constante para o Estado de Direito e, em especial, para as pessoas de menor renda”, ressaltou Lopes. 

Para o parlamentar, o excludente de ilicitude – projeto de Jair Bolsonaro que não possibilita a punição de policiais e militares envolvidos e operações de segurança – já está em vigor. “Há ou não uma política de genocídio à população negra e pobre no Brasil? A licença para matar já está em voga no Brasil e agora é chancelada pelo comportamento de Bolsonaro, Moro e Dória, que defendem a carta branca para matar preto, que é o excludente de ilicitude”, escreveu. 

“O resultado a política de ódio e da ação policial de confronto é a morte de inocentes. Chega desse tipo de ação de bangue-bangue contra a juventude negra e pobre! Nos bairros ricos, a polícia é paz e amor, de aproximação e cidadã. Nas periferias e comunidades não”, completou em seguida. 

Confira as postagens de Reginaldo Lopes sobre o assunto.


 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247