'Quero meu filho de presente', diz mãe de menino desaparecido em Belford Roxo

Tatiana da Conceição Ribeiro é mãe de Fernando Henrique, de 11 anos, que desapareceu com Lucas Matheus, 8, e Alexandre da Silva, 10, em 27 de dezembro de 2020 e, até agora, não foi encontrado pela polícia

Lucas, Alexandre e Fernando, os três meninos desaparecidos em Belford Roxo (RJ) ao final de dezembro
Lucas, Alexandre e Fernando, os três meninos desaparecidos em Belford Roxo (RJ) ao final de dezembro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Tatiana da Conceição Ribeiro, mãe de Fernando Henrique, 11, desaparecido com outros dois meninos em 27 de dezembro de 2020 em Belford Roxo, disse neste domingo (9) de Dia das Mães a Leonardo Sakamoto, do UOL, que o único presente que quer é ter seu filho de volta. 

"Não imagino o meu filho morto, não. Não vi o corpo dele. Mas imagino que ele não está bem, sofrendo em algum lugar, na mão de gente estranha. Eu quero meu filho de volta de presente de Dia das Mães. Está faltando um pedacinho de mim", falou.

Mais de quatro meses após o sumiço de Fernando, Lucas Matheus, 8, Alexandre da Silva, 10, Tatiana conta que a polícia sempre dá a mesma resposta quando questionada sobre o caso do desaparecimento: estão investigando, mas não há nenhuma pista do paradeiro dos três.

"Meus outros dois filhos, um de cinco anos e outro que vai fazer dois anos, estão aqui comigo hoje. O de cinco pergunta onde está o irmão para brincar com ele. Está triste", contou Tatiana.

As famílias dos desaparecidos reclamam de não receber informações da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, responsável pela apuração.

"Eu e as outras duas mães queremos nossos filhos de volta. E também o pai de criação dele, meu marido. Nossa vida parou depois do desaparecimento. Ele trabalha em obra e perde serviço porque está preocupado, tentando descobrir o que houve. Espero que, pelo menos, no Dia dos Pais, ele ganhe esse presente", afirmou a mãe de Fernando.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email