Região metropolitana do Rio terá planos municipais de mobilidade urbana

Secretários de Transportes e Planejamento Urbano dos 21 municípios da região metropolitana do Rio de Janeiro têm até o 1º semestre de 2016, todos as cidades tenham os seus respectivos planos municipais de mobilidade urbana prontos; o projeto irá beneficiar cerca de 12 milhões de habitantes; secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório apresentou na Associação Comercial, no centro do Rio, o Plano Diretor de Transporte Urbano , financiado pelo Bird

Secretários de Transportes e Planejamento Urbano dos 21 municípios da região metropolitana do Rio de Janeiro têm até o 1º semestre de 2016, todos as cidades tenham os seus respectivos planos municipais de mobilidade urbana prontos; o projeto irá beneficiar cerca de 12 milhões de habitantes; secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório apresentou na Associação Comercial, no centro do Rio, o Plano Diretor de Transporte Urbano , financiado pelo Bird
Secretários de Transportes e Planejamento Urbano dos 21 municípios da região metropolitana do Rio de Janeiro têm até o 1º semestre de 2016, todos as cidades tenham os seus respectivos planos municipais de mobilidade urbana prontos; o projeto irá beneficiar cerca de 12 milhões de habitantes; secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório apresentou na Associação Comercial, no centro do Rio, o Plano Diretor de Transporte Urbano , financiado pelo Bird (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Brasil

Secretários de Transportes e Planejamento Urbano dos 21 municípios da região metropolitana do Rio de Janeiro reuniram-se nessa quinta-feira (14) para discutir planos municipais de mobilidade urbana. O objetivo é que até o 1º semestre de 2016, todos as cidades tenham os seus respectivos planos municipais de mobilidade urbana prontos. O projeto irá beneficiar cerca de 12 milhões de habitantes.

O secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório, disse que as secretarias devem trabalhar em conjunto na busca de um plano comum para a região. Ele apresentou na Associação Comercial, no centro do Rio, o Plano Diretor de Transporte Urbano , financiado pelo Banco Mundial (Bird) e que levou três anos até ser concluído.

"A partir de agora, nós temos uma ferramenta que vai ajudar a cada município elaborar o seu Plano Municipal de Mobilidade. A nossa proposta principal é que o Plano Diretor de Transporte Urbano seja a base da elaboração de cada Plano Municipal de Mobilidade."

O Plano Diretor de Transporte Urbano é o plano estratégico para o transporte urbano para a região metropolitana do Rio. Esse instrumento permite a continuidade da atividade de planejamento por meio de processos de modelagem.

Osório declarou a necessidade de serem feitos planos de longo prazo que possam ser permanentemente atualizados e que acompanhem as mudanças que acontecem nas cidades e na região metropolitana.

Segundo a Lei 13.089, de 2015, os municípios com mais de 20 mil habitantes devem ter um Plano Municipal de Mobilidade Urbana. O representante do Ministério das Cidades na reunião, Marco Antônio Motta, revelou um levantamento nacional feito com questionários enviados a 3.325 municípios que, legalmente, deveriam ter seus respectivos planos de mobilidade.

Dos 1.874 municípios que responderam ao questionário, apenas 5% disseram ter planos de mobilidade. Com a lei e a movimentação que está tendo no país na elaboração dos planos, 28% dos municípios disseram estar em processo de elaboração do plano nesse momento.

Em auxílio aos municípios, o Ministério das Cidades, disponibilizou, no mês passado, em seu site, um caderno de referências para elaboração de planos de mobilidade urbana.

Além do Plano Diretor de Transporte Urbano, há no Departamento Estadual de Transportes Rodoviários, o Sistema de Monitoração Informatizado, que traz informações em tempo real dos deslocamentos do transporte rodoviário intermunicipal.

Na região metropolitana são feitas 22,5 milhões de viagens por dia, sendo quase metade delas em transporte público coletivo. O transporte não motorizado (a pé ou bicicleta) representa 31,8% das viagens e os automóveis particulares com 19,5%.

De acordo com Osório, a aquisição de trens e de sinalização já está resolvida. O estado do Rio de Janeiro está comprando 122 novos trens para que ocorra a substituição de todos os trens antigos da Supervia. "Nunca antes na história da região metropolitana do Rio de Janeiro foi feito um investimento tão grande na aquisição de novos trens", disse.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247