Rio confirma sexto caso de febre amarela

Mais um caso de febre amarela foi confirmado pela Secretaria Estadual de Saúde na cidade de São Fidélis, na região norte do estado do Rio; o órgão não informou o estado de saúde do paciente diagnosticado, nem quaisquer informações pessoais; com a confirmação, São Fidélis é o segundo município do estado a registrar a ocorrência da doença; outros cinco casos foram confirmados em Casimiro de Abreu, na Baixada Litorânea, onde houve uma morte por febre amarela

www.brasil247.com - Mosquito Aedes aegypti em laboratório de Cali, na Colômbia. 02/02/2016 REUTERS/Jaime Saldarriaga
Mosquito Aedes aegypti em laboratório de Cali, na Colômbia. 02/02/2016 REUTERS/Jaime Saldarriaga (Foto: Leonardo Lucena)


Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

Um caso de febre amarela foi confirmado nesta segunda-feira (27) pela Secretaria Estadual de Saúde na cidade de São Fidélis, na região norte do estado do Rio de Janeiro. O órgão não informou o estado de saúde do paciente diagnosticado, nem quaisquer informações pessoais.

Com a confirmação, São Fidélis é o segundo município do estado a registrar a ocorrência da doença. Outros cinco casos foram confirmados em Casimiro de Abreu, na Baixada Litorânea, onde houve uma morte por febre amarela.

Segundo a secretaria, teve alta hoje do Instituto Estadual de Infectologia São Sebastião o morador de Casimiro de Abreu Jairo Bochorny, que estava internado desde semana passada.

Vacinação na capital

A vacinação contra a febre amarela começou hoje em 233 unidades de saúde na capital fluminense, onde a vacina passa a fazer parte da rotina de imunização. Outros 64 municípios do estado realizam a campanha.

Desde o início do ano, o município do Rio já havia imunizado 400 mil pessoas até sábado, quando houve uma mobilização que conseguiu vacinar 213 mil pessoas em centros municipais de saúde e clínicas da família.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247