Rio sob tensão: governador em exercício, Claudio Castro, recebia propinas em troca de nomeações, afirma empresário

O empresário Bruno Campos Salém afirmou que um dos beneficiados por indicações políticas do projeto Qualimóvel da prefeitura seria o governador em exercício Cláudio Castro

Cláudio Castro
Cláudio Castro (Foto: Carlos Magno)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, pode ter recebido propinas em troca de nomeações, segundo empresário. A declaração de Bruno Campos Salém consta em depoimento ao Ministério Público que resultou na prisão do secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes, e da ex-vereadora e ex-deputada federal, Cristiane Brasil. 

A reportagem do jornal O Globo destaca que “Bruno é procurador da Servlog Rio, que mantinha contratos com a Fundação Leão XIII e a prefeitura. O contrato com a Servlog foi firmado, segundo as investigações, quando Cristiane Brasil comandava a Secretaria municipal de Envelhecimento Saudável e qualidade de Vida.”

A matéria ainda informa que “na denúncia, no entanto, o Ministério Público esclarece que, "na presente peça acusatória" Claudio Castro "não figura como denunciado, não lhe sendo imputada a prática de qualquer crime".”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email