Rio tem 55 policiais mortos de janeiro ao início de junho

A morte do subtenente da Polícia Militar, Edemilson de Oliveira, de 60 anos, nesta terça-feira (5), elevou para 55 o número de policiais mortos no Estado do Rio de Janeiro desde o início do ano; ele seguia de carro pela Avenida Júlio de Amorim Pereira, quando foi surpreendido por criminosos armados

17/08/2017- Rio de Janeiro- RJ, Brasil- ONG Rio de Paz coloca 133 fitas pretas em referência aos 97 policiais militares assassinados e às 36 crianças vítimas de balas perdidas na capital fluminense Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
17/08/2017- Rio de Janeiro- RJ, Brasil- ONG Rio de Paz coloca 133 fitas pretas em referência aos 97 policiais militares assassinados e às 36 crianças vítimas de balas perdidas na capital fluminense Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil (Foto: Voney Malta)

Por Douglas Corrêa/Agência Brasil - Subiu para 55 o número de policiais mortos no Estado do Rio desde o início do ano, com a morte do subtenente da Polícia Militar, Edemilson de Oliveira, de 60 anos.

Ele foi morto a tiros após reagir a uma tentativa de assalto no bairro de Heliópolis, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, na manhã de hoje (5).

De acordo com a Polícia Militar, Edemilson seguia de carro pela Avenida Júlio de Amorim Pereira, quando foi surpreendido por criminosos armados que fecharam o veículo do policial. Ele reagiu e houve confronto com os dois criminosos, que fugiram sem levar nada da vítima.

A PM informou ainda que Edemilson chegou a ser levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (Hospital da Posse), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O militar ingressou na corporação em 1980 e deixa mulher e três filhos.

Dos 55 policiais mortos este ano, 53 eram da Polícia Militar e outros dois da Polícia Civil.

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247