Rio tem 89 policias mortos desde o começo do ano

Outros 270 foram baleados no estado; os dados são de uma CPI da Alerj que investiga o assunto; a Região Metropolitana do Rio teve um fim de semana violento e registrou pelo menos nove mortos durante o último sábado (8) e domingo (9); as vítimas vão desde uma idosa na Praça Secax até um padre morto a facadas na Via Light, em Nova Iguaçu, na região metropolitana  

Outros 270 foram baleados no estado; os dados são de uma CPI da Alerj que investiga o assunto; a Região Metropolitana do Rio teve um fim de semana violento e registrou pelo menos nove mortos durante o último sábado (8) e domingo (9); as vítimas vão desde uma idosa na Praça Secax até um padre morto a facadas na Via Light, em Nova Iguaçu, na região metropolitana
 
Outros 270 foram baleados no estado; os dados são de uma CPI da Alerj que investiga o assunto; a Região Metropolitana do Rio teve um fim de semana violento e registrou pelo menos nove mortos durante o último sábado (8) e domingo (9); as vítimas vão desde uma idosa na Praça Secax até um padre morto a facadas na Via Light, em Nova Iguaçu, na região metropolitana   (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - Desde o começo do ano, 89 policiais foram mortos  e 270 foram baleados no Estado do Rio. Os dados são de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa (Alerj) que investiga o assunto, como mostrou o RJTV.

A Região Metropolitana do Rio teve um fim de semana violento e registrou pelo menos nove mortos durante o último sábado (8) e domingo (9). As vítimas vão desde uma idosa na Praça Secax até um padre morto a facadas na Via Light, em Nova Iguaçu, na região metropolitana.

A idosa morreu foi atingida por uma bala perdida na Praça Seca durante um tiroteio na Comunidade do Morro do Barão. Segundo a PF, a corporação entrou na comunidade para reprimir um baile funk previsto para ocorrer na comunidade e foi recebida a tiros. Maria Joaquina foi atendida pelos policiais e levada ao Hospital Carlos Chagas, mas não resistiu aos ferimentos. 

Outro caso que chamou atenção foi o do soldado Filippe Pires Moreira, da UPP Cidade de Deus. Ele morreu após ser baleado na cabeça na tarde de domingo (9) na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio.

De acordo com a PM, os autores foram três homens em bicicletas, que fugiram em direção à comunidade da Mangueira, mas dois deles foram presos em uma das entradas da comunidade e encaminhados à 17ª DP (São Cristóvão). Os suspeitos foram levados para a Central de Garantias da Polícia Civil, no Jacaré, também na Zona Norte.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247