Sâmia Bomfim: se a reforma fosse boa, o governo não precisaria comprar votos

“Se a reforma da previdência fosse boa, o governo não precisaria comprar o voto dos parlamentares, não acham? Dizemos não a essa safadeza!”, afirmou a deputada Sâmia Bomfim (PSOL-SP)

(Foto: Pablo Valadares - Câmara)

247 – A deputada federal Samia Bomfim (PSOL-SP) criticou a iniciativa do governo Jair Bolsonaro de comprar votos para a Câmara dos Deputados aprovar a reforma da Previdência. Às vésperas do início da discussão da reforma da Previdência no plenário da Câmara dos Deputados, o governo liberou quase R$ 1 bilhão em emendas parlamentares vinculadas à área de saúde. O desembolso de R$ 920,3 milhões foi publicado em 34 portarias de uma edição extra do Diário Oficial da União desta segunda (8).

“Se a reforma da previdência fosse boa, o governo não precisaria comprar o voto dos parlamentares, não acham? Dizemos não a essa safadeza!”, escreveu a parlamentar no Twitter.

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247