Sargento da PM é o 24º policial assassinado este ano no Rio

O segundo sargento da Polícia Militar do Rio, Marcos Aurélio Nascimento Almeida, foi assassinado na porta de sua casa, por volta das 21h40 desta quarta-feira (7), em Campo Grande, na zona oeste; ele e a namorada voltavam de uma pizzaria e assim que o policial desceu de seu carro para abrir o portão de sua casa, um homem, que estava sentado num banco da praça em frente à residência, se aproximou e efetuou os disparos

O segundo sargento da Polícia Militar do Rio, Marcos Aurélio Nascimento Almeida, foi assassinado na porta de sua casa, por volta das 21h40 desta quarta-feira (7), em Campo Grande, na zona oeste; ele e a namorada voltavam de uma pizzaria e assim que o policial desceu de seu carro para abrir o portão de sua casa, um homem, que estava sentado num banco da praça em frente à residência, se aproximou e efetuou os disparos
O segundo sargento da Polícia Militar do Rio, Marcos Aurélio Nascimento Almeida, foi assassinado na porta de sua casa, por volta das 21h40 desta quarta-feira (7), em Campo Grande, na zona oeste; ele e a namorada voltavam de uma pizzaria e assim que o policial desceu de seu carro para abrir o portão de sua casa, um homem, que estava sentado num banco da praça em frente à residência, se aproximou e efetuou os disparos (Foto: Voney Malta)

Por Vitor Abdala/Agência Brasil - O segundo sargento da Polícia Militar do Rio Marcos Aurélio Nascimento Almeida foi assassinado na porta de sua casa, por volta das 21h40 de ontem (7), em Campo Grande, na zona oeste da cidade. Segundo informações do Disque-Denúncia, ele e a namorada voltavam de uma pizzaria quando ocorreu o crime.

Segundo o Disque-Denúncia, assim que o policial desceu de seu carro para abrir o portão de sua casa, um homem, que estava sentado num banco da praça em frente à residência, se aproximou e efetuou os disparos. Em seguida, o criminoso fugiu em um carro que o esperava na esquina. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

Marcos estava de folga e era lotado no Batalhão do Leblon. Ele foi o 24º policial morto no estado do Rio este ano. Das vítimas, 22 eram policiais militares e duas, policiais civis.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247