"Se a gente ganha em São Paulo, é um ponto de resistência", diz Erundina

"Se a gente ganha em São Paulo, é um ponto de resistência", afirmou Luiza Erundina (PSOL), vice de Guilherme Boulos, mesmo partido, na disputa pela Prefeitura de São Paulo. De acordo com ela, a ascensão da legenda na capital é uma resposta à política "autoritarista" de Jair Bolsonaro. Apurações apontam segundo turno entre o ativista e o prefeito Bruno Covas (PSDB)

Guilherme Boulos e Luiza Erundina
Guilherme Boulos e Luiza Erundina (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Vice de Guilherme Boulos (PSOL) na disputa pela Prefeitura de São Paulo, Luiza Erundina, mesmo partido, afirmou que, se a legenda for para o segundo turno, a eleição poderá "influir politicamente ao que está acontecendo no Brasil". "Se a gente ganha em São Paulo, é um ponto de resistência", disse ela ao site Congresso em Foco.

Dados do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) mostraram o atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), com 32,81% dos votos, seguido por Boulos, com 20%. Ao todo, 57% das urnas foram apuradas. 

Segundo Luiza Erundina, a ascensão do PSOL na capital paulista é uma resposta do eleitorado à política "autoritarista" e "obscurantista" de Jair Bolsonaro. 

A pessolista disse que o eleitorado mais jovem foi fundamental para agregar mais votos à sigla. "A juventude tá de novo se interessando por política, se engajando, tá participando, por tudo isso, é significativo do que existia ou existe hoje, o desencanto, o desalento, a desesperança, frustração, a falta de perspectiva", avaliou. 

"De repente, emerge uma proposta de esperança que pode fazer a diferença e pode conduzir a população junto com ele [Guilherme Boulos], num processo radicalmente democrático, com participação popular, inclusive, como foi feito no nosso governo e isso pode mudar o panorama não só de São Paulo, mas a partir daqui, e começar um novo tempo no Brasil", complementou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247