“Se ele contar tudo o que sabe muitos ainda vão responder por corrupção”

Deputado Alessandro Molon, líder da Rede, diz que seu partido e o PSOL estão com sentimento de "dever cumprido" e acredita que se não tivesse sido aprovada a cassação de Eduardo Cunha, "talvez hoje essa prisão não teria ocorrido"; "Espero que ele fale tudo o que sabe. E se contar, muita gente ainda vai responder por crimes de corrupção"

Deputado Alessandro Molon, líder da Rede, diz que seu partido e o PSOL estão com sentimento de "dever cumprido" e acredita que se não tivesse sido aprovada a cassação de Eduardo Cunha, "talvez hoje essa prisão não teria ocorrido"; "Espero que ele fale tudo o que sabe. E se contar, muita gente ainda vai responder por crimes de corrupção"
Deputado Alessandro Molon, líder da Rede, diz que seu partido e o PSOL estão com sentimento de "dever cumprido" e acredita que se não tivesse sido aprovada a cassação de Eduardo Cunha, "talvez hoje essa prisão não teria ocorrido"; "Espero que ele fale tudo o que sabe. E se contar, muita gente ainda vai responder por crimes de corrupção" (Foto: Gisele Federicce)

Rio 247 – Ao comentar a prisão de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) nesta quarta-feira, o deputado federal Alessandro Molon, líder da Rede, disse que seu partido e o PSOL, que lideraram a luta pela cassação do peemedebista, estão com "sentimento de dever cumprido".

Ele acredita que se não tivesse sido aprovada a cassação de Cunha na Câmara, "talvez hoje essa prisão não teria ocorrido". "Agora eu espero que ele fale tudo o que sabe. E ele sabe muito. E se contar, muita gente ainda vai responder ainda por crimes de corrupção", afirmou Molon.

Assista ao vídeo publicado pelo jornalista George Marques:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247