Secretarias municipais de saúde do Rio lamentam decisão do Ministério da Saúde sobre vacinação de adolescentes

Para o conselho das secretarias, a medida "não tem respaldo científico e causa um desserviço à população"

(Foto: Camila Batista/Semsa)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 -  O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do estado do Rio (Cosems-RJ) lamentou a decisão do Ministério da Saúde em suspender a imunização contra a Covid-19 em adolescentes entre 12 e 17 anos. Para o órgão, a medida "não tem respaldo científico e causa um desserviço à população, trazendo insegurança em relação à eficácia da imunização”, afirmou em nota. 

De acordo com reportagem publicada no jornal O Globo, as representações estaduais e municipais não foram consultadas pelo SUS, mas que confiam na atuação da Anvisa para chegar a um parecer sobre os casos adversos que levaram à suspensão da vacinação.

"Confiamos na atuação da Anvisa que ressaltou, no dia de hoje, que todas as vacinas autorizadas e distribuídas no Brasil estão sendo monitoradas continuamente pela vigilância diária das notificações de suspeitas de eventos adversos, além de reforçar a aprovação da utilização da vacina da Pfizer para crianças/adolescentes maiores de 12 anos, em 12 de junho de 2021", afirmou o órgão.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email