Secretário de São Paulo defende medida que corta passe livre para idosos de 60 a 65 anos, dizendo que eles são “jovens”

O secretário de Projetos, Orçamento e Gestão do estado de São Paulo, Mauro Ricardo, também disse que o Estado teria “uma dificuldade muito grande de pagamento de fornecedores de bens e serviços, inclusive na área de saúde, e posteriormente no pagamento de pessoal”

João Doria em ônibus
João Doria em ônibus (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O secretário de Projetos, Orçamento e Gestão de São Paulo, Mauro Ricardo, defendeu a medida adotada pelo governo do Estado e Prefeitura da capital que corta o passe livre para idosos de 60 a 65 anos.

Para ele, estas pessoas são “jovens”: “Não há qualquer necessidade de você dar uma assistência social a essa faixa etária de 60 a 64 anos, que hoje são jovens. Hoje, a expectativa de vida está em torno de quase 77 anos de idade”, disse em entrevista à rádio CBN nesta quarta-feira (6). 

“Se nada fizéssemos, teríamos uma dificuldade muito grande de pagamento de fornecedores de bens e serviços, inclusive na área de saúde, e posteriormente no pagamento de pessoal”, acrescentou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email