Sindicato faz vigília em fábrica da Ford em SP e busca Doria para tentar reverter demissões

Cerca de 350 operários da fábrica da Ford em Taubaté (SP) participaram da assembleia convocada pelo Sindicato dos Metalúrgicos (Sindimetau) na manhã desta terça-feira

Linha de produção em fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP).
Linha de produção em fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP). (Foto: REUTERS/Nacho Doce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Cerca de 350 operários da fábrica da Ford em Taubaté (SP) participaram da assembleia convocada pelo Sindicato dos Metalúrgicos (Sindimetau) na manhã desta terça-feira (12). Eles decidiram manter vigílias nas portas da planta até que a montadora decida negociar com a entidade uma eventual reversão das demissões. A entidade também vai se reunir com o governo Doria para pedir pressão sobre a multinacional. A informação é do jornal O Globo. 

A Ford anunciou na segunda-feira o encerramento da produção de veículos no país e deixaará cinco mil pessoas desempregadas. A empresa está presente no Brasil há 103 anos e mantinha três fábricas: em Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE). A reestruturação dos negócios da multinacional na América do Sul deve resultar de imediato em 5.000 demissões, a maioria no Brasil.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247