SP: prefeitura interdita 235 estabelecimentos não essenciais por descumprir quarentena

As regiões da cidade que tiveram o maior número de multas são: Sé (96), Aricanduva (23), Santo Amaro (22), Freguesia do Ó (15) e Guaianases (15)

(Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - De 20 de março a 30 de abril, a prefeitura de São Paulo interditou 235 estabelecimentos “não essenciais” por desrespeitarem a quarentena do coronavírus. O comércio que desrespeita é interditado imediatamente e o proprietário paga uma multa de mais de R$ 9 mil reais a cada 200 metros quadrados de área construída.

Os estabelecimento são lacrados e, caso haja reincidência, tem o alvará de funcionamento cassado. As regiões da cidade que tiveram o maior número de multas são: Sé (96), Aricanduva (23), Santo Amaro (22), Freguesia do Ó (15) e Guaianases (15).

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]rasil247.com.br

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247