Suspeito de operar propinas do PSDB no cartel dos trens entra na mira da Lava Jato

O Ministério Público Federal (MPF) reabriu a investigação sobre um consultor apontado como operador de propinas no cartel dos trens de São Paulo durante governos do PSDB. A ordem foi retomar um inquérito policial de 2014 que tinha sido arquivado em 2016.

(Foto: Metrô SP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público Federal (MPF) reabriu a investigação sobre um consultor apontado como operador de propinas no cartel dos trens de São Paulo durante governos do PSDB. A ordem foi retomar um inquérito policial de 2014 que tinha sido arquivado em 2016. A informação é do Portal UOL. 

O consultor e advogado José Amaro Pinto Ramos é suspeito de ser o elo entre empresas e agentes públicos durante gestões dos ex-governadores Geraldo Alckmin (2003-2006 e 2011-2018) e José Serra (2007-2010).

O UOL apurou que, na nova investigação, os procuradores da Lava Jato em São Paulo procuram laços entre a Hexagon, empresa de Pinto Ramos, e o caso Siemens-Alstom.

Na colaboração premiada do ex-presidente da Odebrecht Pedro Novis, Pinto Ramos é apontado como operador de propinas do senador José Serra (PSDB-SP).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247