Suspensos agendamentos na central de exames

Médicos da central estadual de diagnósticos por imagem do Rio de Janeiro decidem se retornam ao trabalho; os profissionais entraram em greve devido a atrasos no pagamento e à falta de materiais, segundo o Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro (Sinmed-RJ); de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, os exames já marcados estão mantidos, mas novos agendamentos estão suspensos até que as verbas para o pagamento dos profissionais sejam liberadas pela Secretaria Estadual de Fazenda para o Fundo Estadual de Saúde

Médicos da central estadual de diagnósticos por imagem do Rio de Janeiro decidem se retornam ao trabalho; os profissionais entraram em greve devido a atrasos no pagamento e à falta de materiais, segundo o Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro (Sinmed-RJ); de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, os exames já marcados estão mantidos, mas novos agendamentos estão suspensos até que as verbas para o pagamento dos profissionais sejam liberadas pela Secretaria Estadual de Fazenda para o Fundo Estadual de Saúde
Médicos da central estadual de diagnósticos por imagem do Rio de Janeiro decidem se retornam ao trabalho; os profissionais entraram em greve devido a atrasos no pagamento e à falta de materiais, segundo o Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro (Sinmed-RJ); de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, os exames já marcados estão mantidos, mas novos agendamentos estão suspensos até que as verbas para o pagamento dos profissionais sejam liberadas pela Secretaria Estadual de Fazenda para o Fundo Estadual de Saúde (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Brasil

Médicos da central estadual de diagnósticos por imagem do Rio de Janeiro decidem às 16h desta segunda-feira (14) se retornam ao trabalho. Os profissionais entraram em greve na sexta-feira (11), devido a atrasos no pagamento e à falta de materiais, segundo o Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro (Sinmed-RJ). De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, os exames já marcados estão mantidos, mas novos agendamentos estão suspensos até que as verbas para o pagamento dos profissionais sejam liberadas pela Secretaria Estadual de Fazenda para o Fundo Estadual de Saúde.

Uma nota da Secretaria informa que o último pagamento realizado à empresa Rio Imagem, que administra o centro de diagnósticos, ocorreu no mês de setembro deste ano. Portanto, os pagamentos de outubro e novembro ainda não foram feitos.

“A partir do momento da paralisação, muitos pacientes tiveram seus exames suspensos. E essa unidade tem um papel social muito grande, pois lá existem equipamentos que não se encontram em lugar nenhum. Pacientes com câncer, por exemplo, que necessitavam de algum exame ficaram sem poder realizá-lo. O governo do estado tem que responder por isso”, disse o presidente do sindicato, Jorge Darze.

Para fazer exames de imagem na unidade, o paciente deve procurar a Secretaria de Saúde de sua cidade, com o pedido médico e documentos em mãos. Os pacientes residentes na capital devem procurar uma clínica da família no bairro onde residem. Nas unidades públicas de saúde, quando houver uma indicação de diagnóstico por imagem, o pedido de exame deve ser encaminhado ao setor responsável pelo agendamento, que tem acesso direto ao sistema onlinedo Rio Imagem.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email