Tarifa do metrô aumenta para R$ 4,30 no Rio

A Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) autorizou a nova tarifa, que entra em vigor a partir do dia 2 de abril; foi aplicado índice de 6,65% sobre o valor homologado no reajuste anterior, referente à variação do IGP-M entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, conforme previsto em contrato

A Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) autorizou a nova tarifa, que entra em vigor a partir do dia 2 de abril; foi aplicado índice de 6,65% sobre o valor homologado no reajuste anterior, referente à variação do IGP-M entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, conforme previsto em contrato
A Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) autorizou a nova tarifa, que entra em vigor a partir do dia 2 de abril; foi aplicado índice de 6,65% sobre o valor homologado no reajuste anterior, referente à variação do IGP-M entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, conforme previsto em contrato (Foto: Leonardo Lucena)

Jornal do Brasil - A Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) autorizou, com base no contrato de concessão, reajuste tarifário para o serviço público de transporte metroviário para o exercício 2017. 

A decisão foi tomada na sessão regulatória realizada na última quarta-feira (22). A concessionária fica autorizada a praticar tarifa metroviária de equilíbrio no valor de R$ 4,30, a partir do dia 2 de abril. Foi aplicado índice de 6,65% sobre o valor homologado no reajuste anterior, referente à variação do IGP-M (índice de inflação calculado pela Fundação Getúlio Vargas) entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, conforme previsto em contrato. Os usuários precisam ser informados pela concessionária com 30 dias de antecedência.

Na mesma sessão, a Agetransp negou provimento a cinco recursos da concessionária SuperVia, que opera o sistema de transporte ferroviário, e decidiu manter as respectivas penalidades de multa, que haviam sido aplicadas entre novembro e dezembro de 2016 e somam R$ 584.153,65.

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247