TJ-RJ determina retirada de postagens de Carlos e Eduardo Bolsonaro que relacionam Jean Wyllys a Adélio

No final do mês de maio, bolsonaristas divulgaram uma suposta relação entre o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL) ao autor da facada de Bolsonaro, Adélio Bispo

Eduardo e Carlos Bolsonaro / Jean Wyllys
Eduardo e Carlos Bolsonaro / Jean Wyllys (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O juiz Diogo Boechat, do 5º Juizado Especial Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), determinou nesta quarta-feira, 3, que Carlos Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro apaguem em 24 horas as publicações que relacionam o ex-deputado Jean Wyllys ao autor da facada em Jair Bolsonaro, em 2018, Adélio Bispo. O descumprimento acarretará em multa diária de R$ 1 mil. As informações são do jornal O Globo.

Na segunda-feira, 1, o mesmo tribunal determinou que outros deputados bolsonaristas, como Bia Kicis (PSL-DF), apagassem postagens do mesmo tipo. E na terça-feira, 2, o tribunal determinou que o guru do governo, Olavo de Carvalho, apagasse cinco postagens contra Jean Wyllys. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email