Torcedor antifascista perde emprego após enfrentar bolsonaristas na Paulista

Empresa nega que tenha relação, mas Emerson afirma que gerente mencionou participação nas manifestações como motivo para rescisão de contrato

Emerson Osasco
Emerson Osasco (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O torcedor antifascista, Emerson Osasco, que ganhou notoriedade ao erguer o punho e enfrentar bolsonaristas na manifestação na avenida Paulista, no último domingo (31), teve seu contrato de trabalho como desenvolvedor de software rescindido no dia seguinte ao protesto.

“Após toda a repercussão, as imagens chegaram no meu serviço”, afirmou Emerson, que era contratado como pessoa jurídica da multinacional Softtek, empresa de tecnologia fundada em 1982 no México, com filial em Barueri (SP).

A Softtek, por sua vez, negou que tenha rescindido o contrato de Emerson por razões políticas, mas disse que não comenta casos específicos. “Nossas políticas de RH cumprem os regulamentos e estão alinhadas ao nosso código de ética”, diz breve nota enviada à reportagem.

Leia mais na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email