Tribunal mantém bloqueio de R$ 1,6 bi da Vale para reparar danos trabalhistas

Para reparar "danos materiais e morais" decorrentes do rompimento da barragem da Vale S.A em Brumadinho (MG), o MPT obteve na Justiça do Trabalho o bloqueio de R$ 1,6 bilhão. De acordo com a Procuradoria do Trabalho, a empresa tenta no Judiciário o desbloqueio total ou parcial da verba e, pela terceira vez, tem seu pedido negado

Equipes de resgate fazem buscas em Brumadinho
Equipes de resgate fazem buscas em Brumadinho (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Para reparar "danos materiais e morais" decorrentes do rompimento da barragem da Vale S.A em Brumadinho (MG) , na Grande Belo Horizonte, o Ministério Público do Trabalho (MPT) obteve na Justiça do Trabalho o bloqueio de R$ 1,6 bilhão. A empresa tenta no Judiciário o desbloqueio total ou parcial da verba e, pela terceira vez, tem seu pedido negado, informou a Procuradoria do Trabalho, nesta segunda (1). As informações foram divulgadas pela Procuradoria-Geral do Trabalho – Número do MS no TRT: 0010334-26.2019.5.03.00.

O rompimento de uma barragem da Vale em janeiro deste ano matou pelo menos 246 pessoas, sendo a maior tragédia ambiental da história do País. Cerca de 24 pessoas ainda estão desaparecidas.

"A manutenção do bloqueio é fundamental para alcançarmos resultados efetivos", disse o procurador do Ministério Público do Trabalho Geraldo Emediato de Souza, 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247