TSE barra Romário de concorrer ao Senado este ano

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta terça-feira, 24, ao senador Romário (Podemos-RJ) que ele não pode se candidatar para o mesmo cargo, estando na primeira metade do mandato, que tem oito anos; mandato dele começou em 2015 e termina só em 2023. Romário queria deixar a cadeira no Senado neste ano, para seu suplente completar o mandato

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta terça-feira, 24, ao senador Romário (Podemos-RJ) que ele não pode se candidatar para o mesmo cargo, estando na primeira metade do mandato, que tem oito anos; mandato dele começou em 2015 e termina só em 2023. Romário queria deixar a cadeira no Senado neste ano, para seu suplente completar o mandato
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta terça-feira, 24, ao senador Romário (Podemos-RJ) que ele não pode se candidatar para o mesmo cargo, estando na primeira metade do mandato, que tem oito anos; mandato dele começou em 2015 e termina só em 2023. Romário queria deixar a cadeira no Senado neste ano, para seu suplente completar o mandato (Foto: Aquiles Lins)

Rio 247 - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta terça-feira, 24, ao senador Romário (Podemos-RJ) que ele não pode se candidatar para o mesmo cargo, estando na primeira metade do mandato, que tem oito anos.

O mandato dele começou em 2015 e termina só em 2023. Romário queria deixar a cadeira no Senado neste ano, para seu suplente completar o mandato. A intenção dele era saber se, eventualmente, poderia voltar a concorrer ao mesmo mandato nas eleições deste ano. Se o plano desse certo, ele ficaria por 12 anos seguidos no Senado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247