Valente defende CPI para investigar escândalo de Moro

"Estamos coletando assinaturas para a CPI da violação do Estado de Direito. Moro precisa dar explicações, os diálogos são explícitos, ele atuou como um agente político e se beneficiou diretamente com a nomeação para o ministério, além da expectativa de vaga no STF", afirmou o deputado Ivan Valente (PSOL-SP)

Ivan Valente sobre Harvard: Witzel doutorou-se mesmo em truculência
Ivan Valente sobre Harvard: Witzel doutorou-se mesmo em truculência (Foto: LUIS MACEDO - CÂMARA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) defendeu a abertura de uma CPI para investigar o escândalo revelado pelo site Intercept Brasil em que o ex-juiz federal Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, tenta interferir nos trabalhos do MPF-PR quando julgava os processo da Operação Lava Jato em primeira instância. A tentativa de orientar a atuação de procuradores ocorreu por meio de troca de mensagens com o procurador Deltan Dallagnol para tirar o ex-presidente Lula da eleição de 2018.

"Estamos coletando assinaturas para a CPI da violação do Estado de Direito. Moro precisa dar explicações, os diálogos são explícitos, ele atuou como um agente político e se beneficiou diretamente com a nomeação para o ministério, além da expectativa de vaga no STF", disse o parlamentar no Twitter.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247