“Vejo como boa notícia”, diz Paes sobre prisões de suspeitos de elo com o EI

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou que vê como positivo o trabalho das Forças de Segurança com relação à Olimpíada e as prisões de dez suspeitos de elo com Estado Islâmico; "Você tem uma série de agências de inteligência internacional, tem um monte de gente acompanhando isso e acho que isso bom, que todos os suspeitos sejam detidos, averiguados, pra que a gente não corra nenhum risco aqui. Então, eu vejo isso como uma boa notícia", afirmou; a duas semanas do início da Olimpíada do Rio, a PF realizou uma operação sigilosa de combate ao terrorismo que prendeu dez pessoas em dez estados, informou o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes

Rio de Janeiro - O prefeito Eduardo Paes visita o novo Túnel Prefeito Marcello Alencar. Obra que faz parte da reestruturação urbana da região portuária do Rio e que terá a primeira galeria inaugurada no dia 19 de junho. (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Rio de Janeiro - O prefeito Eduardo Paes visita o novo Túnel Prefeito Marcello Alencar. Obra que faz parte da reestruturação urbana da região portuária do Rio e que terá a primeira galeria inaugurada no dia 19 de junho. (Tânia Rêgo/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - O prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou, nesta quinta-feira (21), que vê como positivo o trabalho das Forças de Segurança com relação à Olimpíada e as prisões de dez suspeitos de elo com Estado Islâmico. A duas semanas do início da Olimpíada do Rio, a Polícia Federal (PF) realizou uma operação sigilosa de combate ao terrorismo que prendeu dez pessoas em dez estados, informou o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em entrevista coletiva concedida em Brasília.

Paes disse ver com "otimismo" o trabalho da PF. "É uma coisa que a prefeitura lida menos, mas eu acompanho o trabaljo deles. Você tem uma série de agências de inteligência internacional, tem um monte de gente acompanhando isso e acho que isso bom, que todos os suspeitos sejam detidos, averiguados, pra que a gente não corra nenhum risco aqui. Então, eu vejo isso como uma boa notícia", afirmou ele ao RJTV.

De acordo com a assessoria do Ministério da Justiça, as prisões ocorreram no o Rio de Janeiro, em São Paulo, em Minas Gerais, no Amazonas, no Ceará, na Paraíba, em Goiás, no Mato Grosso, no Paraná e no Rio Grande do Sul.

O Centro Integrado Antiterrorismo (Ciant), com sede em Brasília, fez um monitoramento nos pedidos de credenciamento para a Olimpíada. O Ciant descobriu que 40 pessoas estão com alertas a respeito de cooperação internacional. Segundo uma reportagem do porgrama Fantástico, do último domingo, quatro delas têm comprovadamente ligação com o terrorismo.

Elas tiveram as credenciais negadas e estão sendo monitoradas pelos serviços internacionais de inteligência. Ficam sob sigilo os nomes, as nacionalidades e as acusações. O Ciant, que monitora todos os tipos de credenciamento, descobriu ainda que 61 brasileiros com mandado de prisão por crimes diversos entraram com pedido de credencial.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247