(Vídeo) Mãe de menino morto na favela faz depoimento emocionante a Maia e critica pacote de Moro: "criminoso"

Bruna da Silva, mãe de Marcos Vinícius, menino de 14 anos morto na favela em operação policial em junho deste ano, foi à Câmara dos Deputados participar de uma reunião e criticou o pacote anticrime de Moro. "Com a aprovação desse pacote criminoso vai ficar ruim para a gente, já está ruim", disse. Assista

Bruna Silva fala com Rodrigo Maia
Bruna Silva fala com Rodrigo Maia (Foto: Reprodução/Mídia Ninja)

Revista Fórum - Nesta quarta-feira (9), várias mães que tiveram os filhos mortos em operações policiais compareceram a uma reunião na Câmara dos Deputados com o presidente da Casa, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ). O objetivo foi debater o pacote anticrime proposto pelo ministro da Justiça, Sério Moro. Entre elas, esteve Bruna da Silva, mãe do menino Marcos Vinícius, que morreu em junho de 2018, aos 14 anos, a caminho da escola no Complexo da Maré.

“Não dá para a gente cruzar os braços e deixar que o Estado entre, nos mate e fique por isso mesmo. O Estado tem que ser responsável por essas mortes. Tem que haver investigação, eles têm que cumprir pena”, declarou Bruna, da Rede Nacional de Mães e Familiares de Vítimas do Terrorismo do Estado. “O sangue que jorra é o sengue do pobre, não é o do nobre. Essa lei anticrime é criminosa”, completou.

Veja o depoimento de Bruna na íntegra:

Leia mais na Fórum.

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247